Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é considerado o transtorno neurocomportamental mais comum da infância. Os sintomas são marcados pela desatenção, hiperatividade e impulsividade em grau inconsistente com o nível de desenvolvimento, impactando no funcionamento social, escolar e profissional.

Os déficits de desenvolvimento podem variar entre limitações específicas na aprendizagem ou no controle de funções executivas, podendo evoluir à prejuízos globais nas habilidades sociais ou na inteligência. O TDAH é caracterizado por um transtorno do neurodesenvolvimento, especificado por diferentes níveis prejudiciais de desatenção, desorganização e/ou hiperatividade-impulsividade.

A desatenção e a desorganização englobam a incapacidade de permanecer em uma tarefa. Já a hiperatividade-impulsividade implicam em atividades excessivas, marcada pelainquietação, sendo estes, sintomas excessivos para a idade ou nível de desenvolvimento (APA, 2014).

O processo de avaliação psicológica do TDAH é complexo devido à multiplicidade de variáveis que são imprescindíveis para um adequado diagnóstico. A avaliação engloba a coleta de informações a respeito da história pregressa e histórico de transtornos na família, investigação da intensidade e frequência dos sintomas, bem como, o uso de instrumentos padronizados e válidos para subsidiar a hipótese diagnóstica.

Acesso ao Artigo